O Caso de Agatha Dias

Padrão
O Caso de Agatha Dias.
Agatha Dias descobre um caso de assassinato que pode mudar sua carreira como jornalista, porém com o pedido de escrever essa matéria negado por Mauro, Editor-chefe do Diário de São Carlos e, decidida a escrevê-la sozinha, ela descobre que as vezes saber demais pode ser um problema.
 
 
E saiu! O 2º Áudio Drama original pro podcast (: É com enorme prazer que compartilho com vocês esse projeto de dois meses. Muito obrigado a todos que colaboraram com isso de alguma maneira! Ele já está disponível para streaming e download pelo SoundCloud ou pelo podcast via iTunes ou seu agregador de podcast de preferência!
 
História e Roteiro por Danilo Vieira Battistini
 
Revisão por Victor Vargas
 
Edição e Mixagem por: Danilo Vieira Battistini – Tom Tom Semitom
 
Com as vozes de:
 
Narrador……………… Júlio Franco
Agatha Dias………… Cássia Biceglia
Marcos………………… Andre Rinaldi
Guilherme…………… Diego Lima
Mauro…………………. Nelson Machado
Carlos…………………. Affonso Amajones
Central Policia…… Danilo Battistini
Radio Policia…….. Well Mendes
Oficial Telefone…. Rebeca Zadra
 
Um muito obrigado a você que ouviu! Não esqueça de curtir, comentar, compartilhar! Gostaria muito de saber o que você achou (:
_____________________
 
Twiterr: @CDHCast
 
Anúncios

Cast Produção #2 – Um resumo da rotina mensal

Padrão

Cast de Produção número 2 do podcast Contador de Histórias! Falando de forma resumida (ou pelo menos tentando) um pouco de como é a correria pra produzir um áudio drama por mês pro podcast!

Edição: Danilo Vieira Battistini

Música Tema: O Contador de Histórias: Main Theme – Henrique Fajardo

Voz da Abertura: Nelson Machado

Músicas por ordem de aparição:

O Contador de Histórias: Main Theme – Henrique Fajardo

World of Warcraft – Tavern
Lord of The Rings Online – The Prancing Pony

Links:

Áudio Drama: O Quarto de Hotel – https://soundcloud.com/dansfx/o-quarto-de-hotel

Feed do Podcast: feeds.soundcloud.com/users/soundclo…124/sounds.rss

Playlist no SoundCloud: soundcloud.com/groups/contador-de-hist-rias-cast

Ilustrações por Breno Macedo (Portfólio: http://www.devaneio.com // instagram @devaneiob)

Áudio Drama #2; O Quarto de Hotel

Padrão
O quarto de hotel - 1000x1000

Arte por: Breno Macedo

Fala pessoal! E como prometido, hoje saiu meu próximo áudio drama! História e roteiro original por mim (: Segunda-feira vou lançar um cast pra falar mais sobre ele, enfim, espero que curtam, comentem, opinem e compartilhem! Com vocês: O Quarto de Hotel.

Áudio Drama “O Quarto de Hotel” uma produção de Danilo Vieira Battistini para o podcast “Contador de Histórias”

História e Roteiro por Danilo Vieira Battistini

Revisão por Victor Vargas

Edição e Mixagem por Danilo Vieira Battistini – Tom Tom Semitom

Com as vozes de:

Narrador – Julio Franco

Jack – André Sauer

Lisa – Márcia Regina

Voz#Telefone – Fábio Moura

Voz#Gravador1 – Celso Alves

Telefone#Hotel – Nelson Machado

Voz#Gravador2 – Lucas Gama

Policial – Rogério Cesar

Mike – Mauro Eduardo

Jenny – Kate Kelly

Estúdios de gravação: Centauro Comunicaciones e Luminus

Estúdio de mixagem: Centauro Comunicaciones

Ilustrações por Breno Macedo (Portfólio: http://www.devaneio.com // instagram @devaneiob)

Músicas utilizadas (Por ordem de aparição)

Midnight Syndicate – Harveghast Asylum

Midnight Syndicate – Hunter

Daniel Licht – In The Ravine (Silent Hill Downpour)

Daniel Licht – Into Perp Walk

O Contador de Histórias: Main Theme – Henrique Fajardo

Agradecimentos:

Obrigado a todos que ajudaram de alguma forma! Victor Vargas (Muha) pelo apoio, palpites e revisão. Ana Carolina (Pequena) por todo a ajuda, apoio, ideias e opiniões, te amo. Todos que ajudaram de alguma forma nesse projeto, que tem acompanhado o esforço que tenho feito pra todo esse trabalho que não vai parar! Henrique Fajardo pela música original e Breno Macedo pela arte fantástica pro episódios

Um muito obrigado a todos vocês que ouviram este episódio! Se gostou, comente, curta, compartilhe e nos vemos no próximo!

Cast Produção #1 – Como tudo começou e #SegundaLeitura

Padrão

Cast #1 !  Começando o primeiro podcast com mais cara de podcast, neste episódio eu falo um pouco sobre como foi a ideia de começar o podcast do Contador de Histórias, começo o projeto #SegundaLeitura onde toda segunda vou trazer um conto ou uma história curta sonorizada! Neste primeiro episódio trago o Conto dos Três Irmãos do livro Os Contos de Beedle o Bardo de J.K Rowling.

Edição: Danilo Vieira Battistini

Música Tema: O Contador de Histórias: Main Theme – Henrique Fajardo

Voz da Abertura: Nelson Machado

 

Músicas por ordem de aparição:

O Contador de Histórias: Main Theme – Henrique Fajardo

World of Warcraft – Tavern

Might & Magic VII – Theme

Final Fantasy 7 – Victory Fanfare

Lord of The Rings Online – The Prancing Pony

Harry Potter – Hedwig’s Theme

Assassin’s Creed II – Approaching Target

Guild Wars Nightfall – Garden of Seborhin

Baldur’s Gate – Night Falls on Baldur’s Gate

Nox Arcana – Transylvania

Guild Wars – Ashford Abbey

 

Trecho do video de Sequelitis: Aqui

Links:

Feed do Podcast: http://feeds.soundcloud.com/users/soundcloud:users:33844124/sounds.rss

Playlist no SoundCloud: Aqui

Imaginário: Onde o Folclore Vive: Aqui

 

Hadron Gospel Hour – Comédia no Áudio Drama

Padrão

Fala, pessoal!

 

Compartilhei outro dia uma sugestão de áudio drama pra ouvir o Edict Zero que era uma pegada mais Cyberpunk, essa semana eu parei pra ouvir uma outra série de Áudio Drama, essa chamada de Hadron Gospel Hour:

10897796_333117856883701_2597365229219979470_n

E gente, que sensacional! Como estou me divertindo com essa série, personagens engraçados, ideias divertidíssimas, a história é basicamente:

Hadron Gospel Hour conta a história de um cientista chamado Dr.Francis “Oppenheimer”Valdini que, depois de tentar transformar o Efeito Hadron na arma mais destrutiva que a humanidade já viu pra vendê-la e poder comprar uma casa fora do subúrbio, acaba abrindo uma fenda no espaço-tempo criando caminhos entre nosso mundo e diversas outras linhas do tempo, multiversos, mundos e etc. Ele está preso com essa fenda fora da linha do tempo com uma assistente robô chamada A.S.H.LE, e desesperado por companhia humana ele sequestra Mike Wilkinson, um técnico de informática e diretor de filmes indies e convence ele a embarcar na jornada para consertar a fenda e restaurar a ordem entre os multiversos.

Então, é tão louco quanto parece e tão engraçado quanto, em um tipo de humor e aventuras no estilo Doctor Who (só que não-britânico, eles são de Massachusetts ).  Pra quem tem o inglês mais afiado, é um áudio drama que recomendo muito pra todo e qualquer fã de comédia e ficção científica, garanto que os fãs de Doctor Who vão encontrar um prato cheio nele!

Na página deles (Aqui) tem o feed deles tanto pra iTunes quanto pra Android, além a opção de baixar os episódios do site.

 

Espero que gostem da sugestão de hoje e quem tiver a oportunidade, escute!

 

Até uma próxima (:

Teaser do Quarto de Hotel e pensando a imagem só com som

Padrão

Fala, pessoal!

 

Hoje vim aqui falar do trabalho mais recente que liberei no podcast (: O Teaser do próximo Áudio Drama que vou lançar no Contador de Histórias, dessa vez uma história original que eu mesmo escrevi chamada “O Quarto de Hotel”! Não vou dar spoilers então vou só falar um pouco de como foi fazer o teaser levando em conta minha linha de pensamento pra criação sonora (:

Pensei no teaser num formato bem cinema mesmo. As pausas da narração, o formato do texto, as entradas de fala no meio, estilo da música e tudo mais, com a grande diferença que simplesmente não tem imagem, o som tem que ser a ferramenta pra sua imaginação criar o cenário.

Como é um teaser de uma história curta, pensei com cuidado as falas pra colocar pra evitar que ele tirasse o impacto e o suspense de quando liberar o trabalho completo então o maior trabalho nisso mesmo foi criar a intenção da história e apresentar a personagem em menos de 4 falas

Quanto a parte de efeitos e ambientes, por mais simples que seja e pelo fato de não ter muitos efeitos, nesse caso, sempre que faço algum trabalho desses eu imagino a cena na minha cabeça como se fosse um filme de fato, o que teria de som nessa cena, como que eu imagino o ambiente em que ele está, dai eu monto uma espécie de “storyboard mental”, fico assistindo na minha cabeça essa cena  pra pensar o que é importante que esteja no tecido sonoro e o que tenha destaque sonoro na cena, porque quando você tira a imagem da equação, eu penso nos sons em diferentes tipos

  1. Som Presente: Ele é importante pra que o ouvinte entenda a ação que o personagem está executando. Ele tem que ser presente e pontual.
  2. Som Ambiente: Ele não precisa ser necessariamente tão bem definido, por exemplo se a personagem está em uma rua é bom colocar uma ambiência que se adeque a isso, carros passando, burburinho de pessoas, mas não precisa ser definido, ele precisa apenas existir na cena pra que a pessoa saiba onde ela está.
  3. Som Complementar/Som Situacional: Ele não é necessariamente uma ação do personagem mas pode acrescentar muito pro tecido sonoro, pra camada de sons em si. Por exemplo, se a personagem está andando na rua, colocar alguns elementos que façam parte do ambiente mas em destaque pode ajudar a enriquecer a cena, por exemplo, alguma pessoa passando pela personagem, um celular tocando por perto quando ela para no farol, um cachorro latindo. A ideia que penso pra esse Som Complementar/Situacional é justamente o som que enriquece o ambiente.

Artcity

Enfim, comentem, curtam, compartilhem e espero que tenham gostado! (:

 

Não esqueçam que o teaser já está disponível e o episódio completo chega em 16 dias!

 

Audio Book Vs Áudio Drama (Ou não)

Padrão

Fala pessoal!

 

Antes de mais nada vou dizer minha opinião sobre o que eu acho de cada um dos dois

 

Áudio Book: O livro sendo narrado; Dependendo do Narrador do Áudio Book você encontra trabalhos incríveis, bem interpretados e tudo mais, é como se alguém estivesse lendo o livro pra você.

 

Áudio Drama: A história do livro sendo apresentada; O Áudio Drama é como “um filme sem imagens”, não existe uma pessoa lendo as palavras como escritas no livro pra você, e sim a história daquele livro sendo contada para o ouvinte. Além do fato que o Áudio Drama não é necessariamente uma adaptação de um livro, pois existem obras originais criadas para essa mídia.

 

Mas quanto ao título do post, existe uma “briga” entre Áudio Book e Áudio Drama?

 

Na minha opinião: Não.

 

O que eu acho é que no caso da produção de Áudio Book, ele poderia se beneficiar muito com elementos do Áudio Drama para tornar a leitura mais dinâmica e interessante do produto, por exemplo, como é feito, na minha opinião, nesse  misto de áudio book com áudio drama do Jovem Nerd do livro “A Lenda de Ruff Ghanor”

 

Aqui temos a presença de um narrador além da música/efeitos e os próprios personagens falando suas falas. E quando tudo é bem feito, qualidade técnica do áudio boa, escolha de vozes boas, você tem um trabalho extremamente interessante.

 

E por hoje é isso, abraço e até uma próxima!